Eu, perdida no Mappin

“E de repente, numa loja de departamento dessas onde havia de tudo, minha irmã perguntou ‘Cadê a Renata?’. Meu marido começou a chamar aflito por ela e nada. Respirei e pensei: do que a Renata mais gosta? E caminhei sem hesitar pra seção de beleza. Lá estava a Renatinha, olhos brilhando e um doce sorriso em batom vermelho”, conta a minha mãe sobre o dia em que eu me perdi (ou me encontrei) no Mappin, aos quatro anos de idade. Sou Renata Kalil, jornalista, aquariana, vegana e filha única. Depois de trabalhar por 8 anos com beleza, 6 deles à frente da editoria na revista Glamour, inauguro o Perdida no Mappin. Aqui, quero trocar dicas, inspirações e infos sobre beleza, veganismo e consumo livre de crueldade animal. Vamos?